Somos rádio

O Movimento SOMOS RÁDIO surgiu há alguns meses da união de um grupo de músicos, produtores e jornalistas em resposta às recentes demissões e cortes de verbas na Fundação Padre Anchieta, que causaram o desmonte da Rádio Cultura AM, uma importante rádio pública e educativa, das poucas focadas na música brasileira não comercial, com grande espaço para a produção contemporânea.

Desde então o Movimento procura agregar músicos, comunicadores, produtores e radialistas para a promoção de ações que levem a reflexão da importância das rádios e da programação de qualidade para o país; e pedindo o retorno da programação da Cultura AM.

A primeira dessas ações tem o apoio do P10 – Coletivo de Casas Autorais de São Paulo e acontecerá no dia 14 de maio.

Serão 12 shows acontecendo simultaneamente em 11 casas, uma programação incrível com nomes como Maurício Pereira e Ná Ozzetti, Siba, Tatá Aeroplano e muitos outros. O formato das apresentações será similar a programas de rádio, com entrevistas e músicas ao vivo. Para isso, o movimento convidou radialistas que farão a apresentação dos shows, e a nossa coruja Mônica Herculano fará parte da programação.

Programação:

Boutique Vintage Brechó Bar
Show: Isabela Moraes | Radialista apresentador:  Regis Salvarani

Casa de Francisca
Show: Siba |Radialista apresentador: Patrícia Palumbo

Casa do Núcleo
Show: Ná Ozetti e Maurício Pereira |Radialista apresentador: Geraldo Leite

Central das Artes
Show: Gui Dauvignau |Radialista apresentador: Dudão Melo

Centro Cultural Rio Verde
Show: ORDEP + Banda Oxe |Radialista apresentador: Laura Mayumi

Epicentro Cultural
Show: Chimpanzé Clube Trio | Radialista apresentador: Miriam Ramos

Jongo Reverendo
Festa da Pilantragi | Radialista apresentador: Renata Simões

Mundo Pensante
Show: Tatá Aeroplano participação especial Gustavo Galo | Radialista apresentador: Mônica Herculano

Puxadinho da Praça
Show: Show 1: Rafael Castro; Show 2: Saulo Duarte & A Unidade | Radialista apresentador: Roberta Martinelli

Serralheria
Show: Ricardo Herz Trio | Radialista apresentador: Débora Pill

Zé Presidente
Show: Zimbher | Radialista apresentador: Ricardo Côrte Real

Veja o serviço de cada casa no site: www.somosradio.com.br. E apoie o movimento com sua presença no dia 14!

A mulher do fim do mundo

A maravilhosa Elza Soares irá lançar agora em outubro seu novo disco: A mulher do fim do mundo. Um disco só com músicas inéditas compostas por músicos e compositores paulistas da nova geração, como Kiko Dinucci, Rodrigo Campos, Romulo Fróes.

E pasmem, é o primeiro disco que a cantora lança só com inéditas em toda sua carreira (que já se vão mais de 50 anos).

800X455_agenda_elza_2

Elza é pura potência e recebeu muito bem o desafio proposto pelo diretor do projeto, o baterista Guilherme Kastrup, e toda a turma incrível que ele reuniu para compor e arranjar o disco.

E ontem foi lançado o primeiro single do disco, a música ‘Maria da Vila Matilde’ (porque se a da Penha é brava, imagine a da Vila Matilde!), de Douglas Germano. Um samba de breque bem humorado e ácido, dando uma tapa na tradição machista do samba. Incrível!

Ouça e baixe aqui na plataforma do Natura Musical.

ps. tenho a honra de anunciar que tem uma letra minha no disco, na música que dá nome ao álbum “Mulher do fim do mundo”, parceria com Romulo Fróes! Ô sorte! \o/

Uma Pausa no Corre
Foto: http://www.flickr.com/photos/lemonsieur

Há oito anos, mais exatamente no dia 2 de agosto de 2007, nascia o Uia Diário. Como um blog, pensado pra dividir com os amigos dicas culturais da cidade de São Paulo, tendo como mote a clássica pergunta: qual é a boa do dia?

No início, as criadoras Ana Carmo e Alice Coutinho convidaram vários amigos pra serem colaboradores. O tempo foi passando, os amigos já não tinham mais muito tempo pra se dedicarem a postar todo dia. Mas Ana, Alice e Mônica Herculano persistiam. E decidiram, então, que era hora de fazer o blog virar um site.

Se um blog já dava trabalho, imagina se comprometer a prestar um serviço de agenda diária em um site. Já eram mais de 50 casas e espaços culturais que as meninas iam atrás diariamente pra saber qual a programação. Todo o trabalho de pesquisa, redação, programação era feito fora do horário comercial, depois que elas chegavam do trabalho “formal” (a.k.a o que pagava as contas).

Tiraram dinheiro do bolso, contrataram uma designer (a maravilhosa Lin Diniz) pra dar uma cara bonita pro negócio, patinaram entre vários programadores, reuniões semanais, planejamentos, ideias para sair do digital (ainda existe o boneco de uma revista mensal impressa que nunca circulou). Decidiram fazer um podcast, que teve 73 edições e muita história contada e vivida no estúdio da casa do parceiro, amigo e diretor Theo Werneck. Foram convidadas pra fazer uma agenda semanal no IG, onde por cerca de um ano tiveram a experiência de indicar programas culturais de todo o Brasil.

No final de 2011, Ana decidiu que era hora de fazer outras coisas. Alice e Mônica decidiram que manteriam o site, e começaram a pensar em uma nova série de ações que pudessem ser realizadas, não apenas no sentido de crescer como referência cultural na cidade – como com os bate-papos mensais sobre música durante todo o ano de 2014, na Casa do Núcleo -, mas especialmente na tentativa de que o site tivesse sustentabilidade financeira – coisa que nunca tinha acontecido: o site nunca teve apoio financeiro, publicidade, doadores, patrocinadores…

Entre conversas com amigos, potenciais investidores, especialistas em marketing digital, agências de publicidade, conheceram Daniel Taparelli, que não apenas se ofereceu pra fazer um aplicativo para iPhone como na primeira reunião já chegou com o negócio pronto, e o Raúl Javales Junior, que topou bancar a atualização do site e também dar um apoio financeiro pro pagamento da jornalista Caroline Sarmento, que desde 2014 ajudava na publicação diária dos eventos – a essa altura, além das mais de 50 casas e espaços culturais que o site já cobria, dezenas e dezenas de emails chegavam todo dia com sugestões de pauta.

Há um ano, mais exatamente no dia 15 de dezembro de 2014, entrou no ar o novo site do Uia. De novo com designer da Lin Diniz, mas já com a programação de uma equipe que finalmente atendeu às expectativas, o pessoal da Doois, lá de São Carlos.

Era uma nova e maravilhosa perspectiva que se desenhava. Com o site formatado pra ter mais visualizações (e consequentemente mais possibilidades financeiras), planos pro lançamento de um novo aplicativo (também para Android, como sempre era pedido, e com mil funcionalidades), ideias de eventos presenciais, início de um canal no YouTube (UiaTV, com vídeos lindos do super Murilo Alvesso), um programa de rádio online estreando na Antena Zero, 2015 tinha tudo pra ser o ano da virada. Mas não aconteceu.

Só pro site, as ideias de melhorias eram muitas, como ter mais textos de colaborações, fazer cobertura de eventos, ampliar e melhorar a agenda diária (menos copia e cola de release e mais textos próprios). Mas só o site, só pra manter o mínimo que vinha sendo feito há anos, já era muito trabalho. Muito mais do que estava sendo possível manter, ainda fora do horário comercial. Eram noites, madrugadas, finais de semana, feriados… Toda hora era hora de checar se estava tudo certo. E todo dia a sensação de que poderia e deveria ser feito mais e melhor.

Mas como fazer mais e melhor, com as mesmas condições de tempo e de grana, e menos condições físicas? Afinal, passaram-se 8 anos, as corujas já não têm mais 20 e poucos, e até uma corujinha virá ao mundo em 2016. Ou seja, as responsabilidades estão aumentando e não dá mais pra fazer só por amor.

Por isso, a decisão: é hora de dar uma pausa no corre. E fazer uma avaliação profunda, que não é possível com a roda girando. Descansar, olhar de fora, tentar identificar novas possibilidades e voltar apenas quando puder oferecer o serviço completo e bem feito.

O Uia não está acabando, mas a partir deste dia 21 de dezembro de 2015, entra em pausa por tempo indeterminado.

Por enquanto, só agradecimentos a todo mundo que participou e ajudou nesses anos todos. Cada um sabe como e quanto. Sintam-se abraçados, beijados e amados eternamente. Tudo valeu a pena!

Até breve!